Fotos raras e os instantâneos de hoje

Tirar fotos hoje em dia se tornou uma coisa tão banal, que quase ninguém mais presta atenção ao conteúdo delas. Você vai a uma festa e tira dezenas, às vezes, centenas de fotos, que acabam se juntando à outras milhões de fotos esquecidas pelos celulares, HDs, dropboxes e Google drives da vida.

Prova disso são os álbuns de fotografia de antigamente, da nossa infância, por exemplo (se você nasceu nos anos de 1980 pra trás): são verdadeiros tesouros, cópias únicas de um tempo analógico, em que se pensava muito para tirar uma fotografia, se esperava a pose certa, se checava se estavam todos juntos para a foto, pois o rolo de filme era caro, com número limitado de “poses”, e ainda se pagava mais um tanto pelas revelações.

São raras as fotos descartáveis de antigamente, ao contrário das fotografias de agora. Basta acessar a pasta onde elas estão salvas para perceber que existem doze muito parecidas, podendo-se deletar onze delas, tiradas numa festa qualquer como tantas outras.

Por isso, quando surgem fotos históricas, daquelas BEM antigas, a gente para e fica imaginando o por quê do momento registrado ser tão importante para ter merecido uma fotografia, como e por que esta foto foi conservada e cuidada por tanto tempo, e mergulhamos na história que ela quer contar. Como nas imagens abaixo:

1
Crédito: imgur / reddit

Dois guardas da fronteira dos Estados Unidos tentam evitar que um fugitivo escape para o México, em foto de 1920. Aparentemente, na época, a fronteira norte-americana era bem mais frágil, sem muralhas e grades cheias de arame farpado e sem os atravessadores, conhecidos como coiotes, que cobram milhares pela promessa de fazer uma pessoa conseguir atravessar a fronteira e entrar ilegalmente nos EUA, o que, muitas vezes, acaba em tragédia.

2
Crédito: imgur

Não, não é uma produção para um filme de ficção científica nem uma foto de National Kid. São soviéticos, provavelmente soldados, utilizando um então moderno aparelho para detectar aviões, em 1917. Uma foto, imagino eu, bem rara e bastante curiosa.

3
Crédito: Margaret Bourke-White

Nova York, 1930. Nesta foto de Margaret Bourke-White, parece que todos os novaiorquinos usam chapéus. Mas onde estariam as mulheres? Que lugar é este, uma fábrica? Dá para imaginar mil e uma histórias a partir desta foto.

E quanto às SUAS fotos históricas? Quais fotos de família são suas preferidas? Quais histórias elas contam? Por que são tão queridas?

Veja outras fotos históricas como estas aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s