Eneacampeão Brasileiro!

putaqueoparmera

Foto do também palmeirense Ricardo Lombardi, do @desculpeapoeira.

Anúncios

A imagem que melhor representa a atualidade

hillary-clinton-crowd-selfie-barbara_kinney
Crédito: Barbara Kinney / Hillary for America

Em um passado-não-muito-distante, a coisa mais legal do mundo era conseguir ver seu ídolo de perto, conseguir um autógrafo, uma palavra, um abraço. Que sonho!

Com a popularização das câmeras, aquelas ainda com filme, a coisa mais legal do mundo passou a ser conseguir tirar uma foto de seu ídolo, nem que fosse do topo da cabeça dele (olha, é o cabelo dele aqui no cantinho, juro!!), uma foto borrada que fosse (ele passou tão rápido, mas dá pra ver que é ele!!), desde que se conseguisse um registro do amado ídolo. E, quem sabe, melhor ainda!, conseguir uma foto COM ele – desde que alguém tirasse pra você, pois acertar o enquadramento e o foco com uma câmera analógica era meio loteria.

Pouco depois vieram as câmeras digitais portáteis e tudo ficou mais fácil. Sem muitos limites e com menos gastos, fotografar passou a ser banal. Então, todo mundo passou a prestar mais atenção no que se fotografa e se filma do que se importar em participar do momento em si – como é comum ver em shows, com aquele mar de celulares filmando (muito mal) tudo.

Agora, com os celulares e suas selfies, as pessoas fazem tudo isso ao mesmo tempo: chegam perto do ídolo, tiram várias fotos dele e outras com ele – sem se importar em realmente aproveitar o momento, tentar conversar com a pessoa, fazer uma pergunta, um elogio. Tudo tem e deve ser registrado. Mesmo que para isso você fique de costas para o seu ídolo.

UPDATE (28.9) – segundo porta-vozes da campanha de Hillary Clinton, ela mesma “sugeriu que todos poderiam fazer uma selfie grupal e posou para a multidão”. Segundo esta matéria, em um vídeo amador do encontro, pode-se ouvir a candidata dizendo “todos os que querem uma selfie, virem-se de costas agora”.

Ainda assim, vale a reflexão.

AU?

aus

À esquerda, capa da Revista Au., que provavelmente não existe mais, já que tanto seu perfil quanto seu website estão desatualizados.

À direita, capa de outra “revista au”, a Revista aU, esta sobre arquitetura e urbanismo, ainda sendo publicada.

Au?

As capas da Copa do 7×1

Realmente, A Copa das Copas.

Mesmo torcendo pela Alemanha, eu achava que o jogo terminaria em 1 x 0 suado para os europeus, mas, como o mundo todo, nunca poderia ter imaginado algo assim. Quatro gols em seis minutos, com tamanha facilidade, foi bastante inacreditável.

Abaixo, algumas das capas dos jornais brasileiros sobre o fatídico 7×1.

germany_1metro

 *******

germany_2opovo

 *******

germany_3supernoticia

 *******

germany_6opopular

 *******

germany_7correionacopa

 *******

germany4_diariope

 *******

germany5_noticiasagora

 *******

Veja mais capas nacionais e internacionais no Blog do Kempes, Carta Capital e New York Magazine.

Capa incrível do Diário Catarinense

Parabéns ao repórter fotográfico Cristiano Estrela, do Diário Catarinense, que fez uma foto incrível das enchentes que assolam o estado. A imagem foi capa do jornal de ontem.

“Quando bati o olho na cena, vi a bandeira. Esperei a moto passar no centro do viaduto para fazer o clique”, explica o autor da imagem.

capa_diario_catarinense_24set13

Capa de revista mais linda!

Fora as capas da revista Vida Simples, a maioria das capas que vejo nas bancas são bastante poluídas, com chamadas mil, fontes diversas, fotos coloridas e, se possível fosse, aposto que estariam cheias de gifs vertiginosos.

E aí eu topo com essa capa e fico embasbacada!

capa_naif_japonesinha

É a capa de junho da Naif Magazine, que vi pelo blog Nas Capas.