Turma da Mônica estreia em novos aplicativos

Apesar de alguns torcerem o nariz para a novidade – eu inclusa -, em 2008, veio a Turma da Mônica Jovem e o sucesso foi estrondoso. Aliás, continua sendo. Em 2009, veio a incrível MSP 50 e deu início às fabulosas Graphics MSP, que levaram a turminha a novo patamar, com centenas de artistas dando suas próprias versões para os personagens do Mauricio de Sousa.

Mais recentemente, em 2013, o pessoal dos Estúdios Mauricio de Sousa inventou a Turma da Mônica Toy, com desenhos cômicos curtos de 30 segundos, sem falas mas cheios de onomatopeias engraçadas, que podem ser vistos no canal oficial ou no novo aplicativo, gratuito, lançado em julho deste ano, tanto para sistema Android como para iOS (basta procurar por Mônica Toy na loja do seu celular).

turmadamonicatoy

Todos os episódios estão disponíveis no YouTube e no aplicativo gratuitamente, porém, a cada um ou dois episódios vistos no celular, você é obrigado a assistir a um comercial de games de 30 segundos por inteiro, até que possa assistir a outro desenho. Mas a plataforma é bem bonitinha, e ainda permite que você baixe posteres muito legais de Mônica Toy para o celular de graça.

E agora surgiu mais uma jogada da Turma da Mônica, anunciada esta semana: as revistinhas estão entrando para o time da Social Comics, uma plataforma de leitura de gibis online que funciona por meio de assinatura. Não conheço a ferramenta, que foi lançada recentemente, em 2015, mas o preço para assinantes é bastante acessível (R$19,90/mês), o conteúdo é bem variado (são diversos títulos de gibis, para todos os gostos e idades) e você ainda pode ler quanto aguentar por mês, sem limite, em qualquer plataforma. Por enquanto, somente a turminha clássica entrará para o Social Comics, com novas edições entrando para o sistema toda semana.

Com tantas novidades, fica óbvio que o pessoal da MSP está antenado em tudo o que surge de novo e interessante pelo mundo. E eu aposto – e ganho! – que ainda tem muito mais novidades vindo por aí.

Estrelinha Mágica: a decepção

Lembra da Estrelinha Mágica da Turma da Mônica, lançada no fim dos anos 1980, mais ou menos junto com o desenho animado?

Ela era de plástico duro, bem pequena, realmente cabia da palma da mão. E era segurando-a assim que acontecia a mágica: uma luzinha interna ficava piscando enquanto produzia um som… mágico.

Veja a estrelinha em funcionamento:

 

Eu me lembro muito bem dessa Estrelinha. Lembro também que só minha prima tinha. Por isso fiquei extremamente feliz quando soube que iriam relançar o brinquedo – porque, você sabe, uma das maravilhas em ser adulto é poder comprar brinquedos com seu próprio dinheiro, sem precisar esperar por alguma efeméride.

Procurei por várias lojas, várias vezes, mas não encontrava a dita cuja. Mas bem que dizem que “quando você para de procurar, encontra”. Um belo domingo, matando tempo em uma loja de brinquedos, perguntei à vendedora pela estrelinha, sem nenhuma expectativa positiva, e ela responde que só havia mais um na loja. BINGO! Era minha!

E lá fui eu, incrédula, seguindo a vendedora que chegou na prateleira, pegou a única Estrelinha Mágica que havia, me entregou e… e… O QUE É ISSO??

DECEPÇÃO à primeira vista.

Veja o tamanho da Estrelinha Mágica, relançada este ano, em comparação com meu dedo, ali à esquerda:

A imagem está tremida porque a emoção, junto com a decepção e o celular ruim, não deram uma boa liga…

A nova estrelinha é enorme, tem 10 cm x 10 cm, maior que a palma da minha mão, e feita de um plástico mole. A vendedora a retirou da caixa e a ligou para eu ver o que acontecia.

DECEPÇÃO MAIOR.

Ao invés de fazer o único som que a estrelinha original fazia, esta canta uma música numa voz horrorosa!

Olha, que decepção! Tanto tempo procurando pelo brinquedo, achando que seria igual ao lançado pela querida Tec Toy nos anos 1980… e a Grow me vem com essa furrecada… Que pena!

Laços – já estou emocionada. E ainda nem li

Sidney Gusman, idealizador e editor das novas graphic novels da Turma da Mônica, acaba de publicar uma página completa do livro que será lançado em poucos dias, Laços, dos irmãos mineiros Vitor e Lu Cafaggi.

A página mostra o momento em que o Cebolinha, ainda bebê e todo fofinho, ganhou o Floquinho, uma coisinha meio alienígena mas incrivelmente fofo.

TM_lacos_pagina_inteira

Nos dois quadrinhos do meio dá até para ver o movimento do Cebolinha bebê, dando passinhos exitantes, desconfiado com o montinho de pelos de dentro da caixa. Os desenhos exalam tanto sentimento, tanta sensibilidade… Os traços da Lu são incríveis!

Mal posso esperar para ler o livro. Laços sai no fim do mês!