Eu acordei / Tirei meu pijama…

O AdNews publicou uma matéria bem interessante sobre quais eram as propagandas que estavam na TV, jornais e revistas na última vez que o Palmeiras ganhou um brasileirão, lá em 1994 – quando eu, ainda criança, era fanática por futebol e infernizei muita gente comemorando o bicampeonato 93/94 do time.

As campanhas de então são lembradas até hoje, entre elas, o cachorrinho da Cofap (muita gente ainda chama os Dachshund de “cofapinho”) e a inesquecível Poupança Bamerindus. Mas uma das melhores é esta do vídeo abaixo, feito para a Honda, mostrando que aquela máxima é verdadeira: “menos é mais”.

Saudades das propagandas boas brasileiras…

Cebolinha é Lei!

Dois quadlinhos muito fofos numa mesma histolinha é demais plo meu colação…

cebolinha_ver

Na mesma historinha ainda tem várias falas fofas do Cebolinha.

Gibi da Mônica n. 18, de outubro de 2016.

AU?

aus

À esquerda, capa da Revista Au., que provavelmente não existe mais, já que tanto seu perfil quanto seu website estão desatualizados.

À direita, capa de outra “revista au”, a Revista aU, esta sobre arquitetura e urbanismo, ainda sendo publicada.

Au?

Turma da Mônica estreia em novos aplicativos

Apesar de alguns torcerem o nariz para a novidade – eu inclusa -, em 2008, veio a Turma da Mônica Jovem e o sucesso foi estrondoso. Aliás, continua sendo. Em 2009, veio a incrível MSP 50 e deu início às fabulosas Graphics MSP, que levaram a turminha a novo patamar, com centenas de artistas dando suas próprias versões para os personagens do Mauricio de Sousa.

Mais recentemente, em 2013, o pessoal dos Estúdios Mauricio de Sousa inventou a Turma da Mônica Toy, com desenhos cômicos curtos de 30 segundos, sem falas mas cheios de onomatopeias engraçadas, que podem ser vistos no canal oficial ou no novo aplicativo, gratuito, lançado em julho deste ano, tanto para sistema Android como para iOS (basta procurar por Mônica Toy na loja do seu celular).

turmadamonicatoy

Todos os episódios estão disponíveis no YouTube e no aplicativo gratuitamente, porém, a cada um ou dois episódios vistos no celular, você é obrigado a assistir a um comercial de games de 30 segundos por inteiro, até que possa assistir a outro desenho. Mas a plataforma é bem bonitinha, e ainda permite que você baixe posteres muito legais de Mônica Toy para o celular de graça.

E agora surgiu mais uma jogada da Turma da Mônica, anunciada esta semana: as revistinhas estão entrando para o time da Social Comics, uma plataforma de leitura de gibis online que funciona por meio de assinatura. Não conheço a ferramenta, que foi lançada recentemente, em 2015, mas o preço para assinantes é bastante acessível (R$19,90/mês), o conteúdo é bem variado (são diversos títulos de gibis, para todos os gostos e idades) e você ainda pode ler quanto aguentar por mês, sem limite, em qualquer plataforma. Por enquanto, somente a turminha clássica entrará para o Social Comics, com novas edições entrando para o sistema toda semana.

Com tantas novidades, fica óbvio que o pessoal da MSP está antenado em tudo o que surge de novo e interessante pelo mundo. E eu aposto – e ganho! – que ainda tem muito mais novidades vindo por aí.

As capas da Copa do 7×1

Realmente, A Copa das Copas.

Mesmo torcendo pela Alemanha, eu achava que o jogo terminaria em 1 x 0 suado para os europeus, mas, como o mundo todo, nunca poderia ter imaginado algo assim. Quatro gols em seis minutos, com tamanha facilidade, foi bastante inacreditável.

Abaixo, algumas das capas dos jornais brasileiros sobre o fatídico 7×1.

germany_1metro

 *******

germany_2opovo

 *******

germany_3supernoticia

 *******

germany_6opopular

 *******

germany_7correionacopa

 *******

germany4_diariope

 *******

germany5_noticiasagora

 *******

Veja mais capas nacionais e internacionais no Blog do Kempes, Carta Capital e New York Magazine.

O Palco de Natal mais triste do mundo

O dia 25 de dezembro mal terminou, mas o Palco de Natal montado anualmente na Avenida Paulista, em São Paulo, será desmontado hoje (sim, dia 26!), por causa das apresentações de réveillon que acontecerão no mesmo local.

Mas fora o desmonte brusco – a decoração ficou exposta por meros 16 dias -, o que me chamou a atenção foi a tristeza nos personagens do Palco. Veja a imagem (clique para vê-la maior):

Foto: Nelson Antoine/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Foto: Nelson Antoine/Fotoarena/Estadão Conteúdo

Não dá para ver direito a cara do primeiro urso, à esquerda, mas não parece que ele esteja sorrindo. Ao lado dele, um boneco encara o vazio com cara de tédio; ao fundo, um urso com cara de susto, totalmente perdido. No centro da decoração, um Papai Noel sem o menor sorriso no rosto e sem qualquer carisma! Mas o melhor está à direita dele: um urso triste e acorrentado, olhando com medo para o “bom” velhinho, como se fosse ele o responsável pela sua captura! Ao seu lado, outro ursinho coitado e a peça sarcástica da decoração: um boneco de neve com cara de “não tem neve no Brasil, por que esses tontos me colocaram aqui? hahahahahaha!”.

Não sei o que é mais triste: a decoração ou o desmanche dela no dia seguinte ao Natal…