Jaspion fez parte do Menudos

Hikaru Kurosaki, ator que interpretou o Jaspion, fez parte do Menudos e você nem sabia.

jaspionmenudo

Mentira.

Ele era de um grupo que cantava músicas sertanejas e até gravou um disco.

jaspionmenudo2

Mentira.

Mas o ator já foi cantor de verdade no Japão, além de dublê.

Verdade.

E já foi ator também, no passado, pois hoje está aposentado das carreiras artísticas e trabalha em sua escola de mergulho no Japão. Mas você pode ver um trechinho bem pequeno de Kurosaki cantando neste episódio de Jaspion:

Adoro esse vídeo, sempre rio.

Anúncios

Estrelinha Mágica: a decepção

Lembra da Estrelinha Mágica da Turma da Mônica, lançada no fim dos anos 1980, mais ou menos junto com o desenho animado?

Ela era de plástico duro, bem pequena, realmente cabia da palma da mão. E era segurando-a assim que acontecia a mágica: uma luzinha interna ficava piscando enquanto produzia um som… mágico.

Veja a estrelinha em funcionamento:

 

Eu me lembro muito bem dessa Estrelinha. Lembro também que só minha prima tinha. Por isso fiquei extremamente feliz quando soube que iriam relançar o brinquedo – porque, você sabe, uma das maravilhas em ser adulto é poder comprar brinquedos com seu próprio dinheiro, sem precisar esperar por alguma efeméride.

Procurei por várias lojas, várias vezes, mas não encontrava a dita cuja. Mas bem que dizem que “quando você para de procurar, encontra”. Um belo domingo, matando tempo em uma loja de brinquedos, perguntei à vendedora pela estrelinha, sem nenhuma expectativa positiva, e ela responde que só havia mais um na loja. BINGO! Era minha!

E lá fui eu, incrédula, seguindo a vendedora que chegou na prateleira, pegou a única Estrelinha Mágica que havia, me entregou e… e… O QUE É ISSO??

DECEPÇÃO à primeira vista.

Veja o tamanho da Estrelinha Mágica, relançada este ano, em comparação com meu dedo, ali à esquerda:

A imagem está tremida porque a emoção, junto com a decepção e o celular ruim, não deram uma boa liga…

A nova estrelinha é enorme, tem 10 cm x 10 cm, maior que a palma da minha mão, e feita de um plástico mole. A vendedora a retirou da caixa e a ligou para eu ver o que acontecia.

DECEPÇÃO MAIOR.

Ao invés de fazer o único som que a estrelinha original fazia, esta canta uma música numa voz horrorosa!

Olha, que decepção! Tanto tempo procurando pelo brinquedo, achando que seria igual ao lançado pela querida Tec Toy nos anos 1980… e a Grow me vem com essa furrecada… Que pena!

A letra de Scatman fala sobre… gagueira??

Depois que a primeira impressão – de algo muito, muito esquisito – passou, o videoclipe de Scatman John começou a ficar legal. Demorou, mas virou sucesso na MTV Brasil e no mundo inteiro, com uma música bem dançante e um vídeo engraçado. Isso era 1995. Não me lembro de ter visto a letra traduzia na época, nem depois. E também nunca me interessei em entender o que aquele velho maluco de bigode dizia. Até que esses dias a música me veio à cabeça e, enquanto a ouvia, procurei a letra. E qual não foi minha surpresa ao descobrir que a música fala sobre superar a gagueira!

Segundo o Wikipédia, “a letra da canção detalha como ele [Scatman John, o maluco do clipe] superou suas dificuldades devido a gagueira tornando ela em uma habilidade de fazer scat, e encoraja as crianças que gaguejam a não desistirem.”

Veja um trecho traduzido:

Eu sou o Scatman
Eu sou o Scatman
Todo mundo gagueja de um jeito ou de outro
Então confira minha mensagem para você.
Na verdade, não deixe nada te segurar pra trás.
Se o Scatman pode fazê-lo, você também pode.
Todo mundo está dizendo que o Scatman gagueja
Mas nunca gagueja quando canta.
Mas o que você não sabe, vou te dizer agora
Que gaguejar e cantar improvisado é a mesma coisa.
Eu sou o Scatman.
Onde está o Scatman? Eu sou o Scatman.

Gago ou não, quero ver você conseguir cantar essa música direito!

Rivers Cuomo e sua paixão pelo futebol

Rivers Cuomo, vocalista do Weezer, é fanático por futebol. Neste vídeo ele explica de onde surgiu essa paixão, como o futebol está presente em sua vida desde criança e conta como se recuperou de um problema na perna para jogar um jogo dos sonhos, muitos anos depois e já famoso com a banda.

Seus pais se divorciaram quando Cuomo tinha apenas 4 anos e seu pai nunca foi presente em sua vida. Por causa disso, Cuomo idealizava muito sobre o pai e uma das coisas que inventou era que seu pai adorava futebol, paixão que tentou manter durante toda sua vida. Ele chegou a jogar em um time quando garoto mas, aos 12 anos, descobriu um problema em sua perna que o obrigou a parar de jogar. Com isso, redirecionou sua paixão para a música e assistiu da arquibancada seu time de futebol vencer o campeonato estadual. Muitos anos depois, quando já alcançava a fama com o Weezer, descobriu uma cirurgia que poderia consertar sua perna e devolver-lhe a possibilidade de voltar a jogar futebol. Após a recuperação, passou anos jogando em times amadores de Boston e de Los Angeles e viu sua paixão retornar, assistindo a vários jogos do LA Galaxy e indo a finais da Copa do Mundo. Um dia, foi convidado por Mia Hamm, ex-jogadora profissional de futebol, campeã Olímpica e Mundial pelos Estados Unidos, para integrar seu time em um jogo beneficente promovido pela sua fundação que reuniria vários jogadores famosos – incluindo alguns ídolos de Cuomo. Apesar de estar fora de forma e com certo medo, ele não poderia recusar a oportunidade de jogar. Tinha apenas nove dias para treinar. Foi lá, treinou, jogou com seus ídolos e marcou um gol. =o)