O poder do pensamento positivo demonstrado empiricamente

Como disse um dia Albert Einstein, “a mente que se abre a uma nova ideia jamais voltará ao seu tamanho normal”. Atesto e dou fé, pois já passei por isso algumas vezes – uma delas, há muito tempo, quando li o excelente O Mundo de Sofia, de Jostein Gaarder (olha a dica!).

E a mais recente aconteceu esta semana, durante uma sessão de acupuntura. Enquanto eu era espetada, a fisioterapeuta me contava sobre um japonês (sempre eles!) que conseguiu “provar” a força do pensamento negativo sobre o corpo humano – e, consequentemente, o poder do pensamento positivo – com um experimento simples.

O nome dele é Masaru Emoto, um pesquisador e curador alternativo, e o que ele fez foi demonstrar que os pensamentos e intenções que temos podem alterar a realidade física, assim como a estrutura molecular da água. E, como o corpo humano é formado por mais de 70% de água, o que ele descobriu pode ter implicações extremas em nossas vidas.

Basicamente, o que ele fez foi encher duas garrafas com água e, em uma delas, escrever “obrigado” e, na outra, “idiota”. Todo dia, ele dizia “obrigado” para a primeira garrafa e xingava a outra. Após certo tempo, ele notou que a água da garrafa “agradecida” continuava do mesmo jeito, ao passo que a da garrafa xingada formou pequenos cristais no fundo da água.

Se você não se impressionou com esse resultado, assista ao vídeo abaixo e conheça o chamado “experimento do arroz”, outra demonstração bastante famosa do dr. Emoto sobre o poder do pensamento positivo. A experiência é similar à das garrafas de água, porém, desta vez o resultado é ainda mais impressionante: o dr. Emoto colocou arroz em três potes iguais e os cobriu com água. Depois, todos os dias ele se dirigia aos potes e, ao primeiro, dizia “obrigado”; ao segundo, dizia “você é um idiota”, enquanto ignorava totalmente o terceiro pote com arroz.

Após um mês, o resultado foi o seguinte: o arroz do pote “agradecido” começou a fermentar e liberar um cheiro forte e agradável; o arroz do pote “xingado” ficou preto e estragado, e o arroz do pote ignorado começou a apodrecer. Veja com seus próprios olhos.

Incrível, não?

O dr. Emoto acredita que este experimento seja particularmente importante em relação às crianças: “nós devemos cuidar das crianças, dar atenção e conversar com elas”. Caso contrário, elas podem lentamente se tornar o resultado do pote xingado…

Ainda não existem estudos científicos que corroborem e expliquem os resultados dos experimentos do dr. Emoto, mas, pelo sim, pelo não, não custa tentar ser mais positivo na vida…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s