Mickey Mouse tentou se matar nos anos 1930

Em tempos do intragável “politicamente correto”, em que é mais fácil nivelar por baixo do que ensinar a discernir o mundo, quaisquer detalhes censurados nos quadrinhos nos chamam a atenção (como, por exemplo, o Cebolinha, que não picha mais os muros do Limoeiro com insultos contra a Mônica porque a ação é politicamente incorreta), mas esta história do Mickey Mouse ultrapassa todos os limites.

Publicada em 1930 pelo cartunista norte-americano Arthur Floyd Gottfredson, na história Mickey desconfia que Minnie o está traindo com outro rato e entra em depressão.

mickeysuicide6
(Clique na imagem para vê-la em tamanho original – em inglês)

Após ver a suposta prova da traição, Mickey se pergunta qual o sentido em continuar vivendo, já que sua amada namorada não o quer mais. Não sabendo o que fazer, ele decide acabar com seu sofrimento e se matar – de várias maneiras.

mickey_gun

Obviamente, todas as tentativas são frustradas por comicidades disneyanas e, no fim, o rato cai em si – com a ajuda de outros bichinhos fazendo o papel de bichinhos de verdade – e descobre que a vida é bela.

Hoje em dia, este tipo de roteiro mandaria um cartunista para a prisão perpétua. Mas, em 1930, o pessoal tinha capacidade de entender que tudo não passava de uma historinha em quadrinhos.

A história completa (com qualidade ruim, mas legível) está disponível no Comic Book Resources.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s