Papai Noel dos Correios

Se você quiser apadrinhar uma cartinha, corra: elas estarão disponíveis na maioria dos Correios participantes somente até esta sexta-feira (25)!

Todos os anos, milhares de crianças escrevem cartinhas para o Papai Noel. Se a família tem condições, esta cartinha é secretamente “interceptada” e, no Grande Dia, lá estará o presente do Papai Noel debaixo da árvore, fomentando uma das mais belas magias da infância.

Mas e aquelas cartinhas escritas por crianças cujas famílias são de baixa renda, crianças que vivem em abrigos, creches e núcleos sócio-educativos? O que acontece com a magia dessas crianças?

Bem, pensando nisso, um belo dia os próprios funcionários dos Correios passaram a adotar algumas cartinhas, comprando os presentinhos pedidos com os quais eles podiam arcar. A ideia era tão simples e generosa, que pouco depois os Correios abraçaram-na, transformando-a em uma campanha nacional.

Você já ouviu falar da campanha “Papai Noel dos Correios”?

Pois ela é uma das principais campanhas natalinas de inclusão social do País e é realizada há 22 anos. Funciona assim: os Correios leem todas as cartinhas enviadas ao Papai Noel e fazem uma triagem, selecionando aquelas vindas de crianças que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Cada cartinha recebe um código, pois os endereços não são divulgados, e então elas ficam à disposição nos Correios para que qualquer pessoa que queira e possa ser o papai noel de uma criança possa lê-las e escolher uma para tornar realidade.

No ano passado, resolvi que seria uma jornalista-noel, e separei R$ 100 para isso. Nos Correios da minha cidade havia dezenas de cartinhas, todas escritas com letrinhas tortas e coloridas, cheias de desenhos, adesivos e… pedidos de cortar o coração! Dentre carrinhos, bonecas, bolas de futebol, skates e joguinhos, também havia pedidos por roupas, material escolar, cestas básicas, ajuda para a mãe ou pai desempregado e para a avó doente. Respirei fundo para não chorar e escolhi três cartinhas.

Com R$ 100, comprei um bloco de montar para uma mãe que pedia um brinquedo para o filho de 1 ano e meio, um vestido para uma menina de 9 anos que pedia uma roupa para passar o Natal e montei um kit de material escolar bem legal para uma menina de 11 anos. Tudo isso com cem reais que não me fizeram falta.

Se você quiser apadrinhar uma cartinha, acesse o site dos Correios e veja se sua cidade está participando da campanha, e até quando as cartas estarão disponíveis para retirada. Mas apresse-se, pois na maioria das cidades, o apadrinhamento das cartinhas acontece somente até esta sexta-feira (25). Os presentes podem ser entregues nos Correios até o meio de dezembro.

Mas se você quiser participar e não tem condições, chame seus amigos e familiares: se cada um doar R$ 5, já dá para ajudar um montão de crianças!

E que o seu Natal seja tão bom quanto as suas intenções mais sinceras!

*************

Texto publicado originalmente no DecoraCasas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s