Mentir no currículo pode virar crime

Você é daqueles que diz ter inglês fluente no currículo? Espanhol intermediário – pero no mucho? Pois pense duas vezes antes de colocar uma informação falsa – ou “quase correta” – no seu currículo e sair distribuindo a papelada por aí.

O Projeto de Lei 6561/09, que tramita na Câmara dos Deputados, prevê detenção de dois meses a dois anos para quem mentir no currículo. De autoria do deputado Carlos Bezerra (PMDB/MT), o texto diz que a punição será atribuída aqueles que falsificarem o currículo, integralmente ou em parte, inserindo informação falsa nele ou em banco de dados que armazene ou disponibilize para consulta o respectivo conteúdo, para satisfazer interesse ou sentimento pessoal, causar dano a terceiros ou habilitar alguém a obter cargo, emprego, função, título, bolsa de estudos, isenção de ônus ou de serviço de caráter público, ou qualquer outra vantagem.

Embora o Código Penal preveja penas para casos de falsidade de documentos, não há punição específica para falsidade de currículos, que, de acordo com o projeto, é alvo frequente de falsificações ou alterações do conteúdo verdadeiro original com o objetivo de obter vantagens indevidas.

As informações são da Info Online, que apresenta 12 dicas sobre como montar um bom currículo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s