Morceguices

O morceguinho parecia ter pele de veludo, mas achei mais sensato não tocá-lo

Eu escrevi no post abaixo (“Vampirices“) que adoro vampiros e afins. Gosto tanto que nem me importo em “hospedar” dois morcegos que há anos aparecem para dormir no telhado do meu quintal.

Provavelmente eles se alimentam de pequenos insetos, frutas e flores das árvores da chácara em frente de casa, e só aparecem ao anoitecer, dando seus voos rasantes e fazendo aquele barulho característico do bater das asas.

Supondo que fossem realmente apenas dois morcegos, eu carinhosamente os apelidei de Batman e Robin, e assim ficou. Até que eles tiveram filhotes.

Ou ele procurava um lugar por onde fugir ou um suporte para se pendurar...

Soube disso porque um deles caiu do ninho e foi parar dentro da pia do quintal. Achei que fosse uma folha de árvore e não dei atenção, até que olhei novamente, mais de perto, e ele se mexeu.

O bichinho não era muito maior que uma moeda de 1 real – veja seu tamaninho em relação ao ralo da pia – e era bonitnho que só ele. Se eu fosse um pouco mais louca, o teria pego para ver melhor, mas achei melhor o deixar quieto. Pela segurança de ambos.

E assim nós convivemos em harmonia: cada um do seu canto, sem interferir na vida do outro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s