Dia Mundial sem Carro

Foi bem engraçado ver pela TV políticos completamente fora de seu habitat natural, constrangidos em vestir camisetas chamativas e capacetes de ciclistas, e até mesmo sem muita noção de como andar de bicicleta, fingindo aderir à campanha – quando, na verdade, o máximo que fizeram foi dar uma volta no quarteirão para as câmeras gravarem.

Mas teve o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, e seus assessores, que foram para o trabalho de ônibus – e o veículo ficou lotado… de fotógrafos. (Note o detalhamento do off da matéria: “Kassab passou pela catraca e sentou.” Não bastasse a informação mais do que óbvia, na faculdade de jornalismo eu aprendi que não se deve narrar o que a imagem mostra; isto é redundante. O certo é trazer informações complementares, mas enfim, que valor tem o meu diploma?)

Também foi divertido acompanhar pelo Twitter os vários comentários sobre o Dia sem Carro. Foram muitas piadas, mas também algumas frases sérias:

Para 70% da população, todo dia é Dia Mundial sem Carro.” – Fábio Yabu, desenhista, escritor e etc., criador das Princesas do Mar

Hoje foi o dia sem carro em SP!!!! Aeeee.. mais um dia como qualquer outro para mim…” – J.C., escrito por Mauricio Cid, do blog Não Salvo

Mostre que você não PRECISA andar de carro, só pega engarrafamento todo dia pq ADORA.” – Carlos Cardoso, do Contraditorium

Pelo menos as pessoas estão falando do Dia Mundial Sem Carro, em anos anteriores nem isso.” – Carlos Merigo, publicitário do Brainstorm#9.

É curioso ver o país que deposita todas as esperanças no petróleo do pré-sal aderindo ao dia mundial sem carro.” – Microcontos Toscos, twitter sobre bobagens escritas por Leonard Surge

Em sua coluna na Folha, Gilberto Dimenstein afirma que carro faz mal ao coração. Segundo ele, pesquisas indicam que o barulho das ruas afeta o órgão, mas que, apesar do movimento do Dia sem Carro não ser levado muito à sério no Brasil, a percepção dos brasileiros de que o carro é uma ameaça à saúde pública e à qualidade de vida nas cidades está crescendo. (Veja o número da frota de carros em algumas das principais capitais brasileiras.)

Pode levar algum tempo até que medidas mais drásticas sejam tomadas, mas este tipo de iniciativa e o aumento das informações passadas à população ainda podem reverter o problema e diminiur o número de veículos em circulação nas grandes cidades. É a famosa “conscientização”.

Mas e você? Você faz algum esforço em prol do meio ambiente ou é daqueles que usam o carro para ir até a padaria da esquina?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s