Hubble, Sweet Hubble

Seja lá qual for sua idade hoje, em algum momento da sua vida você deve ter conhecido alguma criança que quisesse ser astronauta quando crescesse – se é que esta criança não era você mesmo!

Bem, na minha vida, eu era esta criança. Mas minha vontade nem era tanto flutuar no espaço: eu queria mesmo era trabalhar na Nasa. Fazendo o quê, acho que nunca ponderei – só queria trabalhar lá. Por isso, desde criança, sempre acompanhei notícias sobre astronomia e, principalmente, sobre ufologia – como era de se esperar de uma criança que acreditava em extraterrestres.

hubble_nasa
Telescópio Espacial Hubble visto em foto feita pela nave Discovery em 1997. Foto: Nasa

Mas não sou nenhuma especialista nestes assuntos, infelizmente. Porém, não pude deixar de ficar triste quando soube que irão desativar o famoso e querido Telescópio Espacial Hubble. Quando criança, ele era a coisa mais legal do mundo! Eu recortava e guardava todas as matérias dos jornais que falavam sobre astronomia e as imagens publicadas feitas pelo Hubble eram sempre um espetáculo à parte.

O Hubble acaba de completar 19 anos, tendo sido lançado no espaço pela Nasa em 24 de abril de 1990, em uma missão da Discovery. Desde então, já captou mais de 570 mil imagens de 29 mil corpos celestes, realizou cerca de 100 mil viagens em torno da Terra e consumiu US$ 8 bilhões – centavos, se comparado ao orçamento destinado às guerras.

Um de seus maiores feitos, no entanto, é o de ter mostrado misteriosos buracos negros e provado, a partir de registros que exibem o “apagamento” de estrelas bem maiores que o Sol, que o universo está se expandindo cada vez mais rápido e isso pode causar a sua destruição. Os olhos do Hubble também registraram, em tempo real, o efeito devastador de um cometa se chocando contra Júpiter. É natural, portanto, que agora esses olhos estejam cansados. O Hubble está a demandar uma infinidade de reparos e esse investimento não compensa para a Nasa. Assim se decidiu pela sua aposentadoria.

Mas os cientistas e seus entusiastas não se despedirão apenas do Hubble. Já em 2010, a Nasa desativará três ícones das crianças-que-queriam-ser-astronautas: os ônibus espaciais Discovery, Endeavour e Atlantis, que levaram astronautas para os vitais reparos que o Hubble sofreu em duas décadas de trabalho.

A ideia da Nasa é que o Hubble continue funcionando até 2013, quando então lançarão um foguete para recuperar o gigante telescópio e trazê-lo de volta para a Terra, em direção ao mar. Segundo cientistas, uma grande parte dele se desintegrará no momento em que entrar na atmosfera e o que sobrar cairá em um oceano ainda a ser escolhido. “Ainda que seja somente um pedaço, será bom tê-lo conosco. Estamos com saudade do Hubble”, dizem os cientistas.

atlantis_nasa_may09
Atlantis parte em direção ao Hubble. Foto: Nasa

Pois bem, o ônibus espacial Atlantis decolou nesta segunda-feira (11) para sua quinta e última viagem levando astronautas com a missão de realizar reparos no Hubble. A nave decolou do Centro Espacial Kennedy, na Flórida (EUA), para uma missão que deve durar 11 dias e inclui cinco caminhadas espaciais, para repor três instrumentos e o conserto de vários outros dispositivos do observatório orbital que não têm funcionado bem desde o ano passado.

A maior apreensão em relação à esta viagem é pelo fato de que, ao contrário dos acoplamentos com a ISS (Estação Espacial Internacional, em inglês), os astronautas da Atlantis não estarão amparados em nenhuma base de operações e a nave é seu único refúgio em caso de problemas.

Existe uma possibilidade entre 229, uma proporção bastante alta para este tipo de viagem, de que uma peça de lixo espacial ou um micrometeorito provoque uma catástrofe na Atlantis. Por isso, durante os 11 dias da missão, a nave Endeavour permanecerá na rampa do Centro Espacial Kennedy, pronta para um lançamento, caso ocorra uma emergência que exija o resgate dos tripulantes.

Ficção científica? Que nada! A verdadeira adrenalina está na Nasa! A ficção sonha, a Nasa faz.

Recomendo (muito!) a visita ao site da Nasa. Mesmo que você não fale inglês, pode se embasbacar com algumas das fotos mais incríveis já tiradas fora da Terra! E, em homenagem ao Telescópio Espacial Hubble, que ainda permite que o Homem sonhe alto com a infinitude espacial, visite o site do Hubble.

hubble_nasa_classic
Clássica foto do Hubble pairando entre a Terra e o espaço. Foto: Nasa, 1997
Anúncios

Um comentário em “Hubble, Sweet Hubble

  1. Não acredito que um post tão cheio de emoção como esse não possua nenhum comentário. Consigo sentir a tristeza de um garotinho que vê seus maiores ícones sendo destruídos pelo tempo… e eu entendo pois sei bem do que está falando. A Nasa também foi, e ainda é, um dos órgãos que mais admiro no mundo. Tanto pelas suas proezas, quanto pela sua posição internacional, importando mais o ser humano que a pátria. Grande texto!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s